O Menino Órfão que Foi para Lagos: Page 4 of 6

Printer-friendly versionPrinter-friendly versionSend by emailSend by email

mercado."
"Pegue sua gata, então, e solte-a." disse o Sr. Balogun,
Ejila foi até o andar de cima e trouxe sua pobre gata, com lágrimas nos olhos e a entregou no navio;
“Agora vou ficar acordado a noite inteira por causa dos ratos e camundongos.", ele explicou tristemente. Mas mesmo quando todos riam de Ejila, a Senhorita Sade, que sentia pena dele, lhe deu dinheiro para comprar outro gato.
Essa e muitas outras demonstrações de gentileza feitas a ele pela Senhorita Sade, fizeram com que a cozinheira mal-humorada sentisse inveja do pobre, e ela começou a tratá-lo com mais crueldade do que antes, e sempre ria dele por ter mandado sua gata embora no navio.

Ela perguntou a ele: "Você acha que o seu gato vale dinheiro suficiente para comprar uma vara para bater em você?"
Finalmente, o pobre Ejila não conseguiu mais tolerar os maus tratos e pensou em fugir daquele lugar. Então, ele juntou seus poucos pertences e partiu bem cedo pela manhã. Logo ele precisou descansar, e enquanto estava sentado sobre uma pedra perto da estrada, ele pensou em como a Senhorita Sade tinha sido bondosa com ele e ficou muito envergonhado por estar fugindo sem contar a ela. Ejila voltou e teve a sorte de conseguir entrar na casa e começar o seu trabalho antes que a velha cozinheira descesse.

Enquanto isso, o navio levando as mercadorias do Sr. Balogun finalmente ancorou em uma ilha distante de um rei muito rico. O capitão e a tripulação do navio foram convidados pelo rei para um banquete, do qual participaram alegremente. O rei e a rainha estavam sentados na extremidade superior do salão e vários pratos foram trazidos para o jantar. Não muito tempo depois que se sentaram, um grande número de ratos e camundongos apareceu, comeu toda a comida e desapareceu novamente. O capitão ficou impressionado.
“Não acha essas criaturas desagradáveis?”, ele perguntou ao rei.
"Claro; são muito desagradáveis e eu, o rei, daria metade do meu tesouro para ficar livre delas, porque acabam não apenas com meu jantar, como você pôde ver, mas também me atacam no quarto à noite, e eu, muitas vezes, tenho medo de dormir por causa delas.”
Ao ouvir isso, o capitão pulou de alegria, ao se

Language:

Download ANDROID app: 
Download AUDIO: 

File types:

Facebook Comments Box

Public Domain Mark 1.0
This @dc:type-name, @dc:title, by @cc:attributionName, is free of known copyright restrictions.

Tell Us A Story !

Files must be less than 8 MB.
Allowed file types: mp3 wav wma.
Leave blank to use trimmed value of full text as the summary.
Description of story
Type your name here
Type Your Email Here
Upload a replacement picture for your story
Files must be less than 64 MB.
Allowed file types: png gif jpg jpeg.
CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Image CAPTCHA
Enter the characters shown in the image.

Vertical Tabs